De acordo com um estudo feito pela empresa CVA Solutions, 56% das pessoas que possuem um PC em casa no Brasil também são donas de notebooks. E uma das dúvidas mais frequentes é como transformar um notebook em roteador.

Ao todo foram entrevistados mais de sete mil usuários para se chegar ao resultado, sendo que em algumas casas, ainda segundo a pesquisa, o notebook já substituiu os modelos de mesa.

Apesar de parecer complicado no primeiro momento, o processo para transformar um notebook em roteador pode ser mais simples do que você pensa, basta apenas utilizar as ferramentas certas.

Lembrando sempre que de acordo com o sistema operacional é possível que o procedimento seja diferente. Os modelos com Windows têm uma espécie de adaptador, ainda pouco conhecido, que permite criar “pontos” de Wi-Fi. Há casos em que o melhor é utilizar programas e softwares próprios.

Programa popular para transformar um Notebook em Roteador

transformar um Notebook em Roteador

O Notebook como conhecemos hoje em dia é bem diferente dos primeiros modelos, basta observar os protótipos da Apple, por exemplo. O primeiro modelo considerado realmente portátil foi criado pelo inventor Adam Osborne no início dos anos 80.

A peça tinha aproximadamente 12kg, e se encaixava perfeitamente embaixo da poltrona do avião. O modelo foi considerado um sucesso de vendas, com mais de 10 mil peças comercializadas.

Em 1983, a empresa de Osborne declarou falência, e um dos motivos foi a entrada de novos computadores no mercado, e também da queixa de clientes que não conseguiam rodar certos programas no equipamento.

Esse breve relato mostra o quanto é importante que empresas estejam interligadas com as necessidades dos consumidores. O notebook acabou tendo diferentes funções no dia a dia, e a de roteador é uma delas. Um dos programas mais conhecidos é o Virtual Router.

O Virtual Router é gratuito, possui código aberto, tem interface simples, não pesa na máquina e é muito prático. Você só precisa preencher algumas informações, para já começar a compartilhar a conexão do seu Notebook. De uma maneira simples, com esse programa é possível se conectar a uma rede, depois de transformar um notebook em roteador, com total segurança. E para essa conexão é utilizada a API do Windows.

O passo a passo é muito simples:

  • Nomeei a sua conexão no campo “Network Name (SSDI)”;
  • Escolha uma senha, que será pedida para todos que tentarem acessar a rede;
  • Selecione a alternativa “Shared Connection”;
  • Vá até a opção Start Virtual Router. É obrigatório está conectado a uma rede nesse momento. Também é preciso ter concluído todo o processo de instalação.

Erros que podem ocorrer na hora de transformar um notebook em roteador

Virtual Router - Erro na instalação

Nós sabemos que nem todo mundo tem intimidade com certos assuntos, e na hora de transformar um notebook em roteador possa ser que alguns erros frequentes aconteçam. Se isso ocorrer com você, saiba que muitas pessoas passam por isso, e existem maneiras de corrigir essas falhas.

Alguns notebooks são mais difíceis de instalar o programa do que outros. Nesse caso, a mensagem mais comum é “Virtual Router could not be started”. Se esse for o seu caso é preciso que o adaptador seja habilitado manualmente, para que só depois rodar o programa.

Lidar com equipamentos muitas vezes exige a concentração de um monge, pode parecer exagero, mas essa tranquilidade é o que vai fazer com que tudo ocorra dentro do previsto, e que os erros não se transformem em pesadelos. Abra o prompt do seu notebook digitando o comando cmd.exe no campo de pesquisa. Em seguida é necessário digitar os comandos:

  • netsh wlan set hostednetwork mode=allow ssid=Test key=password
  • netsh wlan start hostednetwork

Cada um em uma linha, e para ativar basta clicar o “Enter” do teclado. Depois disso é muito provável que o seu Notebook já esteja liberado. Se mesmo assim o erro persistir é necessário consultar se o aparelho não possui algum tipo de impedimento, como, por exemplo, o fato dele não estar habilitado para que uma rede hotspot seja criada.

Configurando o sistema manualmente

Existe uma maneira de driblar esses erros que é a configuração manual. No Windows é preciso abrir o Painel de Controle, clicar em “Central de Rede e Compartilhamento”, “Configurar um nova conexão ou rede”.

Escolha a opção “Configurar rede ad hoc sem fio (computador a computador)”, vá em avançar, coloque o nome da rede, a senha e o tipo de criptografia que deseja utilizar. Vá em avançar até que o processo seja totalmente concluído.

Os usuários do Windows 8 podem perceber uma diferença, uma vez que a Microsoft removeu a interface gráfica. Nesse caso é necessário abrir o Prompt (comando cmd.exe na barra de pesquisa).

Executar como administrador e na caixa de texto digitar netsh wlan set hostednetwork mode=allow ssid=”Nome da rede” key=”senha escolhida”. Logo abaixo é preciso digitar “netsh wlan start hostednetwork” (sem as aspas), e pronto.

Como transformar um notebook em roteador – Mac e Ubuntu

Rotear wifi no Ubuntu

O Windows continua sendo o sistema operacional mais utilizado no mundo, a última versão já é usada por mais de 300 milhões de pessoas todos os dias. No entanto, uma parcela considerável ainda prefere o Mac ou o Ubuntu. E se você faz parte desse grupo, vamos ensinar como transformar um notebook em roteador também para esses casos.

No Mac é preciso ir até “Preferências do Sistema”, e em seguida “Compartilhamento”. O passo seguinte é ir na opção “Compartilhamento da internet”. Na tela subsequente é necessário mudar a criptografia que existe para WEP, alterar o nome e também digitar uma senha.

Já no caso da Ubuntu todo o procedimento é ainda mais simples, você precisa ir até “Sistema”, “Preferências” e “Conexões de redes”. Dentro da aba referente à rede sem fio é possível adicionar uma conexão. Será apresentada uma tela de SSID, sendo necessário nomear a sua rede e também escolher uma senha.

Essa é apenas uma das funcionalidades extras que você consegue dar para o seu notebook.

Deseja comprar um notebook, confira a nossa Consultoria Notebook e saiba mais!

Gostou? Compartilhe ;)