Hoje em dia, a maioria dos dados relevantes se encontram nos computadores, nos tablets e nos celulares. No entanto, contar com um plano alternativo para guardar essas informações é indispensável. Por isso, há quem aposte em HD externo ou nuvem. Mas, qual seria a melhor opção na atualidade para tirar dados da memória ou para impedir a perda de documentação essencial?

No momento de selecionar um novo método para guardar seus arquivos, sempre há pontos a serem considerados.

Você quer saber quais são as vantagens e as desvantagens destes dois sistemas? Então, esse texto é destinado para você! Pois, você vai conferir uma lista com prós e contras para investir seu tempo, dinheiro e dados no HD externo ou nuvem. Vamos lá!

Vale a pena apostar em HD externo ou Nuvem?

Embora haja uma enorme disseminação de métodos para arquivar os seus dados, você deve avaliar o que serve ou não para sua demanda. Além disso, existem alternativas que são disponibilizadas de formas gratuitas e outras que carecem de pagamento de taxas.

Tudo o que você deve saber sobre HD Externo

Mesmo que a tecnologia esteja em constante transformação, ainda existem muitos usuários que preferem apostar em opções físicas. Sendo assim, os discos rígidos surgem como boa alternativa para conservar seus dados, imagens e documentos com segurança.

De acordo com um levantamento realizado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, o grande benefício dos HDs externos se deve à praticidade. Como assim? É bem simples! Você pode ter tudo o que deixou no HD sempre que precisar, sem se preocupar com vazamento de informações ou acesso à rede.

Através de um backup portátil e prático, é improvável que mais alguém tome conhecimento dos seus arquivos. Embora essas informações não contem com criptografia ou segurança diferenciada, uma vez que já há uma segurança física.

Em contrapartida, o HD externo é uma ferramenta relativamente delicada. E é justamente na sua estrutura que reside o maior problema de sua utilização para questões complexas e de extrema importância.

Esse é um equipamento considerável frágil, pois a integridade dos arquivos depende totalmente do seu funcionamento. Se, por ventura, o equipamento passar por alguma avaria, as informações podem ser comprometidas para sempre.

Isso faz com essa alternativa de armazenagem seja vista com preocupação. Especialmente, se você tratar o HD externo como a sua única forma de backup. Pense nisso!

Tudo o que você deve saber sobre a nuvem

HD externo ou Nuvem? Você já descobriu os principais pontos do HD externo, correto? Agora, é o momento de tirar as suas dúvidas com relação ao armazenamento de dados na nuvem.  

Se o HD externo é visto como uma opção vulnerável, essa é uma complicação que não se enquadra com o armazenamento em nuvem. Isso porque todos os dados raramente são comprometidos ou perdidos por erros.

Normalmente, as companhias responsáveis por esse processo efetuam três cópias em espaços variados com as suas informações.

Isso quer dizer que mesmo que um lugar “pegue fogo” ou seja desativado, você terá ainda dois outros locais de arquivamento. E em um eventual comprometimento do primeiro backup, a companhia acaba por refazer esse terceiro ponto.

Além disso, a nuvem oportuniza que todos os dados possam ser usados ou verificados de modo remoto. Basicamente, você pode conferir tudo o que colocou ou conceder acesso para terceiros de qualquer lugar do Brasil ou do mundo.

Outro benefício se refere a questão de alguns serviços que fornecem a chance de sincronizar as informações a partir do computador. E isso se sucede de maneira automática, sem a sua intervenção.

E ainda, conforme a Escola Politécnica da USP, esta é uma facilidade indispensável nos dias de hoje, afinal, os usuários não precisam desenvolver o costume de efetuar backups de seus arquivos de forma manual, visto que a funcionalidade acaba com essa necessidade.  

Segurança

Ao fazer o upload dos seus arquivos para nuvem, é possível que as companhias responsáveis pelos serviços tenham acesso. Embora os termos de utilização assegurem o sigilo e a privacidade, muita gente não confia plenamente nestes recursos.

Além disso, há possibilidade de adotar aplicativos gratuitos e até com serviços de proteção com senha. Alguns destes softwares já permitem que o usuário faça uma codificação dos seus arquivos antes de enviar para nuvem.

Ainda assim, é essencial que você avalie todas as opções no quesito segurança. Pois, HD externo ou Nuvem contam com prós e contras com relação a isso.

Quais são as despesas para utilizar HD externo ou Nuvem?

Quando se leva em conta o valor de HD externo ou Nuvem, o disco físico tem considerável vantagem. Sobretudo, se a sua intenção é guardar grandes volumes de dados e outros arquivos por um espaço de tempo significativo.

Geralmente, um HD externo que seja capaz de armazenar até 1 TB pode ser comprado no território nacional entre R$ 250 a R$ 350. A durabilidade deste tipo de equipamento gira em torno de quatro anos, se usado com muita frequência.

Quando a necessidade de armazenamento requer um uso esporádico, essa durabilidade pode saltar para uma década.

Em contrapartida, os serviços de nuvem mais conhecidos na atualidade exigem o pagamento de uma taxa de R$ 300 a R$ 400. A quantia assegurada é referente a 1 terabyte, a mesma avaliada anteriormente.

E quando a necessidade não é grande? A boa notícia é que se pode encontrar plataformas gratuitas que disponibilizam entre 1 GB até 20 GB sem custos. Isso mesmo, você consegue arquivar tudo o que precisa de maneira gratuita.

A verdade é que a escolha entre HD externo ou Nuvem varia muito de um usuário para outro. No fim das contas, você conhece detalhadamente a sua demanda de dados, bem como o nível de segurança desejado. A partir daí você está apto a tomar uma decisão e escolher que tipo de sistema prefere usar!

Decidiu por comprar um HD externo para salvar os seus dados e tê-los sempre ao alcance de suas mãos? Então, acesse agora mesmo o a Login Informática e escolha o modelo ideal com poucos cliques!

 

Gostou? Compartilhe ;)