Desde 2007, o Brasil entrou em uma nova era: a era da TV digital. Quem não pode comprar um televisor novo não deve se preocupar!

Afinal, com o conversor digital, ninguém ficará de fora da “onda digital”. Como funciona o conversor digital e qual sua importância? É o que veremos neste artigo! Te convido a surfar nas ondas do sinal digital. Pegue sua prancha e vamos lá!

Sinal analógico x sinal digital: o que muda?

Além da qualidade de som e imagem, a maneira como as informações chegam ao televisor é diferente. O sinal analógico, como se pode ver no gráfico, é formado por uma onda que avança com oscilações. O que significa avançar com oscilações? Significa que o avanço não é linear.

Para ir do intervalo “1” ao “2”, ele passa por uma infinidade de outros intervalos, como “1,13”, “1,458”, “1,8002”, etc. A enorme quantidade de oscilações faz a qualidade de imagem não ser tão boa quanto a TV com sinal digital.

Ainda não tem um conversor digital? Não fique sem TV, Confira aqui!

Não se preocupe se você não entendeu o gráfico do sinal analógico. Com o exemplo do gráfico do sinal digital, abaixo, você vai absorver bem o conceito com o efeito da comparação.

Os valores das frequências são inteiros no sinal digital. Em uma frequência entre 0 e 10, apenas os números zero, um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove e dez são assumidos na faixa de frequência. Imagine o trabalhão para captar o sinal analógico e a simplicidade que é a captação do sinal digital? Pois o conversor digital tem justamente essa utilidade: mudar faixa de frequência, independentemente de seu aparelho ser antigo ou novo. Com o sinal digital, números mais “complexos” são aproximados para o valor mais próximo. Por exemplo: “1,13” e “1,458” seriam arredondados para “1”, enquanto “1,8002” seria aproximado para “2”. Mas e então, quer saber a importância do conversor digital? Te dou três motivos para ficar atento às inovações no ramo das transmissões televisivas.

Sinal analógico terrestre vai deixar de existir.

Comprar conversor digital é mais barato que contratar um serviço de TV paga.

TVs digitais ainda não são “tão” multifuncionais.

Bom, te explicarei com mais detalhes, motivo por motivo.

Sinal analógico terrestre vai deixar de existir.

A depender da época em que você esteja lendo esse texto, o sinal analógico terrestre já foi desligado. A partir da difusão da TV digital, os únicos sinais analógicos a resistirem serão os da parabólica e satélite. Por isso se diz que o sinal analógico TERRESTRE irá desaparecer, e não o sinal analógico como um todo.

Estão contados os dias das antenas UHF e VHF. Em Salvador e Lauro de Freitas, o fim do sinal analógico terrestre está programado para julho de 2017. Já para Aracaju, o fim está programado para maio de 2018. Em Feira de Santana e Vitória da Conquista, o fim do sinal analógico terrestre está programado para dezembro de 2018.

Comprar conversor digital é mais barato que contratar um serviço de TV paga.

Um conversor digital pode custar entre R$ 130 e R$ 240. O mesmo preço da mensalidade que você pagaria em um serviço de TV por assinatura. Obviamente, as transmissões de TV por assinatura não serão afetadas com o fim do sinal analógico terrestre. Se você só pensa em canais abertos, como TVE, SBT, Record, Band e Globo, invista no conversor digital. Mesmo que sua TV seja bem das antigas.

TVs digitais ainda não são “tão” multifuncionais.

Se você busca multifuncionalidade em um aparelho, melhor escolher um notebook. As funções da TV Full HD, na realidade brasileira, se restringem à transmissão dos mesmos canais que estão na TV com sinal analógico.

Tampouco há tamanha interatividade oferecida pelas emissoras, como possibilidade de jogar passatempos divertidos ou comprar produtos através do menu. O máximo de diferenciação para a analógica é o acesso à informação sobre o programa e o guia de programação. Há crescido cada vez mais as plataformas com programações via streaming. Essas que você pode assistir determinada programação na hora que quiser, continuar de onde parou, sem falar no enorme acervo.

O Netflix é o exemplo mais bem-sucedido dessa categoria, que hoje é 80% maior que vídeo-on-demand de operadoras, segundo reportagem. Embora não exista estatística sobre o assunto, entre pessoas conhecidas, quantas assistem Netflix no notebook e quantas assistem na TV? A maioria assiste no notebook, não é verdade? Se você tem uma TV antiga, como a TV de tubo, e um notebook, não precisa comprar uma Smart TV. É possível assistir Netflix de sua TV de tubo.

Por preço muito mais acessível do que nova TV, é possível comprar conversor (não confunda com o conversor digital, tema principal deste artigo) que transfere imagem de computador para TV. Entenda computador como desktop e notebook. Com esse aparelho, todo conteúdo do notebook, ou seja, suas séries ou filmes do Netflix, podem ser exibidos na TV. Lembrando que sua TV está longe de ser uma Smart TV.

Isso é feito com o conversor que conecta TV e notebook através de dois cabos. Um cabo VGA conecta o notebook ao conversor de um lado. Do outro, um cabo com entradas para RCA conecta o conversor à TV. Em suma: a importância do conversor digital (agora sim, o conversor que é tema central deste artigo) se dá pela possibilidade de manter sua TV, já que no momento você não pretende gastar uma nota em uma TV que receba sinal digital. O sinal analógico terrestre vai deixar de existir, é importante manter a funcionalidade do seu aparelho. Se você não faz questão de assistir canais pagos, não há porque ser assinante de uma TV paga. Se você assiste, mas ainda assim quer ter sua programação local, um conversor te permitirá assistir às retransmissoras locais da TVE, SBT, Record, Band e Globo. Por fim, a multifuncionalidade das Smart TVs ainda não supera a diversidade de mecanismos de um notebook. Com isso, as outras programações que não incluem as televisivas podem ser supridas com um notebook e um conversor de imagem de TV para computador. Reforçando mais uma vez: Não confunda o conversor de imagem de computador para TV com o conversor que falamos a maior parte do texto, que é o conversor digital para TV analógica! Veja nossa oferta de Conversor Digital Aquí.

Você tem notebook? Se não tiver, leia nosso e-book, o “Guia Completo para Notebook”!  Clique aqui e baixe ele gratuitamente!

Gostou? Compartilhe ;)